Bahia terá 24 candidatos religiosos e 12 militares, mas professores são maioria

Compartilhe:
  •   
  •   
  •  
  •  

Na Bahia pelos menos 95 candidatos a deputados estaduais e federais optaram por usar a profissão como identificação na urna eleitoral.  A ocupação mais utilizada pelos baianos para se identificar na urna durante as Eleições 2018 foi a de professor (a): serão 19 concorrendo às cadeiras da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) e 11 que almejam um lugar no plenário da Câmara dos Deputados. O título de doutor (a) foi o segundo mais utilizado, são 17 candidatos a deputado estadual e 14 a federal.

 

O registro de candidatos para as eleições deste ano pôde ser feito até esta quarta-feira (15) junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). No ato da candidatura é possível escolher o nome que vai aparecer na urna, que não necessariamente deve ser o do registro de nascimento. Diante desta possibilidade alguns candidatos optam por nomes que realmente o identifiquem frente a seu eleitorado.

 

Os títulos religiosos foram utilizados por 24 candidatos somando os postulantes a AL-BA e a Câmara. Entre eles são 14 denominados como pastor (a), seis irmãs (o) e dois bispos.

 

Chama a atenção também a utilização de patentes militares como prefixo. Nas urnas baianas nestas eleições haverá como opções três capitães, quatro coronéis, dois soldados e três cabos.

Fonte: bahianoticias

Foto: Reprodução/ EBC

 


Compartilhe:
  •   
  •   
  •  
  •