“Apenas servi de ponte”, diz vereador sobre mudança do feriado do Dia do Evangélico.

Vereador Irmão Ezequias disse em entrevista que apenas serviu de ponte entre pastores e Sindicato Patronal na discussão que envolveu a mudança do feriado do Dia do Evangélico.

Compartilhe:
  •   
  •   
  •  
  •  

Em entrevista, nesta terça-feira, 22, no Programa Rádio Revista, o vereador, Irmão Ezequias, disse que não interferiu na discussão que acabou resultando na mudança do Feriado do Evangélico do dia 08 de novembro para o terceiro sábado do mês de agosto e que apenas serviu de ponte entre o presidente do Sindicato Patronal de Ribeira do Pombal e Região, Marcos Lamego. O vereador se defendeu argumentando que foi procurado por Marcos de Salu, como é conhecido o presidente da entidade representativa do comércio, para que pudesse levar a proposta de mudança da data, já que 08 de novembro como feriado do Dia do Evangélico, conforme aprovou a Câmara Municipal em 2015, segundo Marcos de Salu, estava prejudicando o comércio, uma vez que em novembro já tem o feriado de Finados e o da Proclamação da República, e um terceiro acarretaria prejuízos para o comércio.

Irmão Ezequias disse que sua participação foi apenas levar a proposta ao Pastor Augusto, presidente da União dos Pastores, e depois de duas reuniões, quatro dos seis pastores aceitaram a mudança, inclusive com conteúdo registrado em ata. Depois de solicitada e realizada, posteriormente, uma Audiência Pública a proposta tramitou nas comissões  na Câmara Municipal, sendo que, como  exceção de Nathan Brito, os demais vereadores aprovaram a mudança.

Quando questionado porque não houve nenhum evento em homenagem à data comemorada no último sábado, primeiro feriado depois da mudança da lei, o vereador disse que devido a audiência pública solicitada, acabou havendo um  atraso na aprovação pela Câmara, o que dificultou por parte dos pastores planejar e organizar a contratação da estrutura, bandas e cantores religiosos para um evento. Sobre o fato de dois evangélicos terem aberto seus estabelecimentos comerciais enquanto todo o comércio fechou no último sábado, Ezequias disse que isso é lamentável e representa um mau exemplo, já que lei ficou para ser cumprida, uma vez que todo o comércio foi informado por parte do Poder Executivo sobre o feriado.

Na oportunidade, ele disse que a mudança do feriado não foi de nenhum modo para desmerecer o vereador Nathan Brito, autor da lei que estabeleceu 08 de novembro como Dia do Evangélico e na época presidente da Câmara, abraçando uma ideia do próprio irmão Ezequias que lutava por uma  data dedicada ao segmento evangélico desde 2004, bem antes de ser vereador e quando ainda integrava a oposição.

Irmão Ezequias entrevistados pelos radialistas Tony Santos e Joilson Costa. 

Redação e fotos pombalfm.com.br

 


Compartilhe:
  •   
  •   
  •  
  •  

SEM COMENTÁRIOS