Servidores cedidos pelas prefeituras já estão trabalhando no Recadastramento Biométrico

Compartilhe:
  •   
  •   
  •  
  •  

 

 

 

Os 14 servidores cedidos pelas Prefeituras de Banzaê e de Ribeira do Pombal à Justiça Eleitoral, mediante convênio com o TRE, já estão atendendo no Cartório da 110ª Zona Eleitoral.

Eles foram divididos em dois grupos de sete, sendo que um grupo atende das 8h às 13h e o outro das 13h às 18h.

         Servidores e eleitores no atendimento biométrico 

Na frente do Cartório Eleitoral foi fixada uma faixa alertando o eleitor para não deixar o seu recadastramento para última hora.

Nesta sexta-feira, 03, pela manhã, observava-se um número ainda muito reduzido de pessoas para fazer o recadastramento biométrico.

O casal Vera Lúcia Bernardes de Souza e Daniel Batista de Souza vieram de Banzaê. Eles só ficaram sabendo do recadastramento há poucos dias e compareceram na sexta-feira passada, porém não sabiam que o atendimento no Cartório Eleitoral estava suspenso em virtude do recesso do Carnaval. Hoje eles estavam lá de volta para fazer o recadastramento evitar as filas dos últimos dias.

O casal Dona Vera Lúcia e o Senhor Daniel, vindos de       Banzaê, acreditam que vale a pena votar 

Já Keliane Araújo dos Santos, moradora da Fazendo Segredo, próximo ao Povoado Nova Esperança, disse que soube do recadastramento através de um primo que compareceu há quinze dias ao Cartório Eleitoral para se recadastrar. Keliane compareceu ontem ao cartório, mas por ter esquecido o comprovante de residência teve que voltar nesta sexta-feira.

Keiliane veio da Fazenda Segredo, zona rural de Ribeira do Pombal, para fazer seu recadastramento biométrico 

Ediene Conceição Gama, moradora da Vila Brasil, sede do município, tomou conhecimento do recadastramento por uma amiga e aproveitou o dia de folga no trabalho para fazer o dela.

As índias Gilvanete Jesus dos Santos e Erivânia Santos Jesus vieram da Aldeia Marcação, em Banzaê, para se recadastrar.

 Givanete Jesus e Erivânia Jesus, da Aldeia Marcação- Banzaê

Mesmo neste momento de tamanha crise de credibilidade demonstrada por grande parte dos políticos brasileiros, todos os eleitores ouvidos por nossa reportagem disseram que ainda vale a pena votar. Ediane Conceição disse que pior é não votar. O mesmo raciocínio é seguido pelo senhor Daniel Batista que disse que como brasileiro não pode deixar de votar.

 Gilvanete, eleitora da Aldeia Marcação, no momento de registrar a biometria 

A Revisão Extraordinária do Eleitorado e Recadastramento Biométrico vai até o ano que vem e quem não se recadastrar terá o título cancelado. O eleitor deve comparecer com Título, documento original com foto e comprovante de residência.

Redação e fotos  pombalfm.com.br


Compartilhe:
  •   
  •   
  •  
  •